Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Avaliação Individual da Acção - Multideficiência no contexto educativo

Sem dúvida que ensinar a criança multideficiente é um desafio. É um desafio para os pais, para os educadores, para os professores e para todos os que estão envolvidos neste processo de ensino. É um desafio para a sociedade.

O que é um multideficiente? As definições são várias consoante os autores mas no geral são unânimes em caracterizar estes indivíduos como portadores de duas ou mais limitações associadas. Muitas vezes uma dessas limitações é a cognitiva que se repercute na aprendizagem.

Com a nova escola inclusiva cada vez mais se assiste à integração de crianças e jovens, com limitações mais ou menos acentuadas, em turmas regulares. Esta inclusão é um desafio para os professores que tem que adaptar o processo de ensino-aprendizagem e individualiza-lo de forma a fazer face às limitações e necessidades do novo aluno.

Mas atrevo-me a dizer que será apenas individualizar só para mais um aluno, pois não é certo que cada criança é uma criança e que individualizar deveria ser a pratica corrente para a obtenção de sucesso escolar?

Enfim, de qualquer forma a existência de um multideficiente na sala obriga o professor a um árduo trabalho. É preciso estudar, perceber, organizar, empreender, inovar… ensinar, e qualquer resultado é uma grande vitória.

Mas o único desafio não é apenas ensinar mas também o facto de a grande maioria das escolas não estar fisicamente preparada para receber estes alunos. É necessário ter professores capazes e abem preparados, são necessários técnicos especializados, mas são igualmente necessárias infra – estruturas adequadas que permitam o acesso destes alunos a essas escolas.

Nem tudo pode o professor resolver e nem tudo pode a escola realizar. É preciso que a sociedade em geral esteja preparada par acolher estes indivíduos que por infortúnio do acaso são apenas diferentes mas são também cidadãos.

 

Autoria: Márcia Azevedo (Professora)

Data: Novembro de 2007