Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Avaliação Final da Acção - A importância das actividades aquáticas para as crianças e jovens com nee

O meio aquático permite às pessoas com deficiência e com necessidades educativas especiais a participação e integração activa nas actividades e jogos em grupo, sem qualquer restrição.

As actividades podem variar bastante consoante o tipo de população alvo, os objectivos a trabalhar, a idade e o número de participantes. Cada nadador deverá ter a seu lado um instrutor para que lhe preste ajuda sempre que necessário e auxilie na realização de certos exercícios.

Algumas actividades que poderão ser realizadas com todas as faixas etárias são:

 

·         Soprar uma pequena bola de forma a que esta se movimente na água implicando a deslocação do nadador;

·         Fazer deslocar uma pequena bola pela água empurrando primeiro com o queixo, depois com o nariz e por último com a testa, permitindo a progressão do contacto da face com a água;

·         Realizar saltos a pés juntos com diferentes posições dos membros inferiores (ao lado do corpo; estendidos à frente do corpo; com as mãos atrás da cabeça), proporcionando diferentes sensações de equilíbrio;

·         Formar uma roda com todos os participantes de mão dada e girar no sentido dos ponteiros do relógio, com o corpo ligeiramente inclinado, realizando três a quatro rotações. Neste momento um dos monitores comanda a inversão do sentido em que gira a roda, para que os participantes sintam o peso da água;

·         Flutuar na água, com a cabeça apoiada no ombro do instrutor, e ao comando deste tentar tocar no seu pé. Todos os participantes poderão formar uma roda, flutuar e tocar nos pés uns dos outros;

·          Formar uma roda com todos os participantes de mão dada, um deles irá para o centro da roda e tentará passar por baixo dos braços dos restantes participantes. Deverão todos os participantes, de cada vez, ir ao centro da roda.

·         Colocar auxiliares flutuadores por baixo da cabeça e dos joelhos para que todos os participantes flutuem e relaxem.

 

Autoria: Joana Sequeira (Psicomotricista)

Data: Janeiro de 2008