Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Avaliação da acção - Autismo (...)

O autismo é uma alteração "cerebral" ou "comportamental" que afecta a capacidade da pessoa comunicar, estabelecer relacionamentos, expressar emoções e responder apropriadamente ao ambiente que a rodeia.

No entanto, algumas crianças, apesar de autistas, apresentam inteligência e fala intactas, algumas apresentam também retardo mental, mutismo ou grandes atrasos no desenvolvimento da linguagem.

Algumas parecem fechadas e distantes e outras parecem presas a comportamentos restritos (como, por exemplo, balançar-se) e rígidos padrões de comportamento.

O autismo é mais conhecido como um problema que se manifesta por uma abstracção da criança ou adulto acerca do seu mundo exterior encontrando-se centrado em si mesmo, ou seja, existem perturbações das relações afectivas com o meio.

A maioria das crianças não fala e, quando falam, é comum a ecolalia (repetição de sons ou palavras), inversão pronominal etc..

O termo autismo refere-se então às características de isolamento e auto-concentração das crianças. O seu comportamento é constituído por actos repetitivos e estereotipados, não suportam mudanças de ambiente e preferem um contexto inanimado.

Tenho conhecimento de uma adolescente que penso sofrer de autismo. No entanto, infelizmente, a perturbação não é reconhecida pelos próprios pais (ou talvez queiram esconder que algo se passa com a sua filha), o que só a prejudica. Infelizmente, nos dias de hoje isto ainda acontece.

Cabe-nos a nós psicólogos, tentar transformar esta dura realidade.

Dóris Dias (Psicóloga)