Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Avaliação da acção - Inclusão de alunos com nee

Com a Declaração de Salamanca surge uma nova ideia, a de escola inclusiva, no sentido de escola para todos, orientada para o currículo em oposição à perspectiva centrada nas dificuldades ou capacidades das crianças. A entrada das crianças e jovens com deficiência na escola regular originou a necessidade de alargar o seu âmbito à criação de uma dinâmica de trabalho, em que os pais têm de ser mobilizados e responsabilizados, assim como os professores e técnicos da comunidade escolar e local. Há que chegar à criança, ao seu nível de desenvolvimento e aprendizagem, para a ensinar e para desenhar os Programas que satisfaçam as suas necessidades especiais, no seu próprio meio. A “perspectiva centrada na escola” requer grandes alterações, não só a nível de mentalidades, mas também restruturação e redefinição de papeis e funções do Professor. Deste modo, vem requerer dos professores novas competências mas principalmente alteração de mentalidades e atitudes algo diferentes daquelas que até aqui eram requeridas. É necessário haver coordenação de esforços e de recursos, e principalmente adequação de meios. A escola Inclusiva “é uma escola melhor para todos os alunos. É nestas escolas que se formará uma geração mais solidária e mais tolerante, e é nestas escola que todas as crianças (com N.E.E. ou não) aprenderão a conviver no Mundo heterogéneo que é o seu.”

Vitor Furtado (Professor)