Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Avaliação da acção - Multideficiência no contexto educativo

Uma criança com multideficiência apresenta necessidades educativas especiais de carácter prolongado com acentuadas limitações no funcionamento cognitivo, associados a limitações noutros domínios, nomeadamente no domínio motor e/ou sensorial (visual e auditivo) com reflexos no desenvolvimento e aprendizagem requerendo apoio permanente.
A detecção precoce de problemas psicomotores e de linguagem deve ser uma preocupação do exame pediátrico trivial. Não basta ver o corpo, é preciso identificar sinais que possam comprometer o desenvolvimento do espírito.
As escalas de desenvolvimento devem ser encaradas com muito cuidado, quer na formação de médicos, e principalmente pediatras, quer na formação de psicólogos e educadores ou outro pessoal  relacionado com a protecção da infância. Assim podem-se detectar problemas quer visomotores e auditivo - verbais, quer sócio - emocionais. Quanto mais cedo for detectado, mais cedo se podem aplicar programas de estimulação precoce ou programas de aprendizagem ou reabilitação individualizada, para crianças deficientes, maximizando a sua normalização e optimizando as suas potencialidades funcionais.
A deficiência pode ser definida em vários factores:
Pré-natais
·    Alterações cromossómicas que contém alterações da informação genética, erros natos do metabolismo como as hemoglobinopatias, as embriopatias, as fetopatias, mães diabéticas ou com doenças crónicas, toxemia gravídica, incompatibilidade RH, exposição de drogas, produtos químicos ou radiações, etc, que podem igualmente entrar na base de malformações congénitas.

Perinatais
·    Estão mais relacionados com as condições da deficiência. São os do trabalho de parto e de protecção fetal, que decorrem num período de grande vulnerabilidade. As lesões que podem ocorrer durante o trabalho de parto estão frequentemente associadas a deficiências graves e irreversíveis.


Neonatais

·    Podem ocorrer depois do nascimento, causando eventuais alterações no neonato; são elas: idade do feto, tamanho do feto, efeitos de doenças maternas, etc. Todos estes factores de risco pré - natais e neonatais podem causar desde a lesão mínima do cérebro até à paralisia cerebral.

Fátima Pinto (Professora)