Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Avaliação da acção - Multideficiência no contexto educativo

Hoje em dia com a inclusão da criança diferente nas escolas, todos nós somos colocados perante um desafio constante.

         Aprovo esta medida, porque como funcionária de uma escola EB 2,3, onde sempre existiram este tipo de alunos, é a prova evidente de que eles se inserem muito bem na comunidade e reciprocamente são muito bem aceites pelos restantes alunos.

         A escola deve oferecer qualidade de ensino para este tipo de alunos com currículos que apresentem diversidade e condições para que cada aluno consiga envolver-se com as suas limitações no processo de aprendizagem.

         Tem que ser um trabalho corroborativo que envolva todos os intervenientes na sua educação: família (que quase sempre necessita de apoio) os profissionais de educação, da saúde e da segurança social.

         No nosso campo os profissionais da educação devem estar preparados para responder às suas diferenças individuais.

         Sendo a comunicação o principal meio de relacionamento humano, estas crianças têm sempre algumas limitações e a qualidade e quantidade de informação recebida e percebida é normalmente limitada e distorcida daí a mundo para estes indivíduos ser diferente.

         As principais necessidades são:

                 - Apoio intensivo quer na realização das actividades da vida diária, quer na aprendizagem.

                - Terem parceiros que os aceitem como parceiros activos.

                - Vivências idênticas em ambientes diferenciados.

                - Ambientes comuns onde existam oportunidades significativas para participar em múltiplas experiências diversificadas.

                - Oportunidade para interagir com pessoas e com objectos significativos.

 

         A resposta educativa para com os alunos com multideficiencia não difere no essencial da desenvolvida com todos os outros alunos na medida em que a inclusão ma comunidade e a qualidade de vida são objectivos comuns a todos os seres humanos. Em síntese devemos fazer com que as actividades façam sentido para o aluno e tenham em consideração as suas capacidades e as suas necessidades.

         Muito mais haverá para dizer, mas de momento como é a 1ª acção que faço deste modo não sei se o conteúdo será suficiente mas estou ao dispor para tudo o que me for pedido.

Maria João Lima e Silva