Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Avaliação individual da acção - A intervenção em alunos com x frágil

 

Actualmente, diversos centros de pesquisa investigam as causas e possíveis soluções para o Síndrome do X Frágil:
  • A terapia genética estuda a possibilidade de inserir no cromossoma X, um gene perfeito, substituindo o gene FMR 1 alterado;
  • Na terapia de reposição, a proteína FMRP viria de uma fonte externa;
  • Estudos recentes procuram a possibilidade de reactivar o gene FMR 1;
  • A psicofarmacologia focaliza o uso de medicamentos mais específicos para atenuar ou eliminar os sintomas do síndrome.
Existem terapias especiais e algumas estratégias de ensino que podem ajudar as pessoas afectadas a melhorar o seu desempenho, facilitando a conquista da independência que lhe for possível.
As crianças devem ser acompanhadas por especialistas de neurologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e outros profissionais, tanto na área da saúde como da educação. As áreas de atendimento especializado são definidas de acordo com cada indivíduo e devem se revistas ao longo de seu desenvolvimento.
Educadores e terapeutas devem minimizar estímulos que não sejam tão importantes naquele momento, dividir as actividades em blocos de acordo com seu tempo de atenção, reduzir a necessidade de contacto visual e informar a criança sobre mudanças na sua rotina.
A dificuldade em lidar com estímulos excessivos pode levar a comportamentos inadequados como agitar as mãos, fala repetitiva e irritação, mesmo em situações em que suas habilidades cognitivas são suficientes para um bom desempenho.
O uso do computador tem sido muito eficiente para realizar actividades educativas uma vez que tem a vantagem de apresentar inúmeras vezes a actividade desejada, não requer a constante interacção com outra pessoa e possibilita ir além da proposta inicial quando houver interesse.
 Pessoas afectadas pelo Síndrome do X Frágil tendem a imitar, assim, torna-se imprescindível que se dê um modelo adequado.
 Eles sentem-se bem quando a rotina é seguida, logo, deve favorecer-se esse aspecto estabelecendo uma rotina que lhes traga benefícios. (Informação retirada de: http://www.xfragil.org.br/)
Inês Santana (Psicóloga Clínica)