Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Avaliação da acção - A importância da TAA

A importância da Terapia Assistida por Animais 
 

      “(…) porque não abrir a escola às novas tecnologias e a novas terapias?”

(Alfredo Costa, 2003) 

 

     A escolha desta frase deve-se ao facto de, na minha opinião, englobar as restantes e, por reflectir aquilo que muitos profissionais gostariam de ver realizado nas “suas” escolas.

     A Terapia Assistida por Animais constitui, a meu ver, uma das terapias com mais impacto no desenvolvimento quer das crianças quer dos adultos, pois, tal como refere Luís Miguel Rosa (1995), “o contacto com os animais acalmam e descontraem a nossa mente”. Segundo a American Heart Association, a visita de um animal, mesmo que durante um curto espaço de tempo, diminui a libertação de hormonas negativas e baixa os níveis de ansiedade, para além de proporcionar muitos outros benefícios. É ainda de ressalvar que a excitação positiva motivada pela presença do animal, favorece a expressão de emoções e a capacidade de comunicação.

     Desta forma, julgo que seria uma mais valia não só para as crianças com necessidades educativas especiais, mas também para crianças com problemas emocionais, que a escola lhes desse a oportunidade de, a par com outras terapias e tecnologias, usufruir de uma terapia que certamente lhes trará bastantes benefícios.

     Tal como refere Sílvia Andrade “a sociedade deve abrir as portas a terapias alternativas que apresentem resultados comprovados junto dos seres humanos e que representem um baixo custo…”. E esta é, de facto, uma terapia de baixo custo, já que os benefícios são usufruto de uma relação saudável entre o Ser Humano e o Animal que, poderá ser um co-terapeuta ou simplesmente o animal de estimação, pelo qual a criança ganhará respeito, amizade e responsabilidade.

     

Em suma, é fundamental que a escola e a família proporcionem às crianças uma relação directa com um animal, que as ajudará a resolver ou minimizar as suas dificuldades. No entanto, gostaria de salientar que, a obtenção de um animal de estimação poderá ser feita através da adopção de animais que necessitem também eles de uma família que lhes proporcione o bem-estar que tanto merecem. 

    

Bárbara Silva (Educadora de Infância)