Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Centro Recursos e Formação - Associação Portuguesa de Investigação Educacional

Sempre no sentido do esclarecimento, da partilha e da formação.

Avaliação Individual da Acção nº2

Comentário à 1ª Frase – «Um cidadão deficiente mental não é um doente mental».

 

            Ao se proceder a uma análise criteriosa destes dois conceitos, observa-se a existência de uma discrepância ao nível dos seus significados.

            Por doença mental define-se uma anormalidade na mente ou no seu funcionamento, o que afecta o comportamento emocional, social e intelectual dos indivíduos portadores desta patologia. Assim sendo, caracteriza-se pela existência de reacções emocionais dentro de vários padrões ou graus de gravidade, por distorções da compreensão e da comunicação e por um comportamento erradamente dirigido.

            Por sua vez, a deficiência mental interfere directamente com o funcionamento intelectual, causando distúrbios ao nível do intelecto. Logo, um deficiente mental é alguém com um funcionamento intelectual inferior à média, o que interfere nas actividades adaptativas e cognitivas. A existência desta «característica» congrega em si um vasto número de «handicaps»: dificuldades de comunicação; problemas ao nível da autonomia e dos cuidados pessoais; dificuldades nas relações sócio-afectivas; problemas ao nível social e de modificação comportamental, ou seja, problemas ao nível do comportamento adaptativo; limitações na interpretação de estímulos e de adaptação a novas situações; dificuldades cognitivas ao nível da aprendizagem, pensamento abstracto, resolução de problemas, acumulação de conhecimentos, memorização;...

            Assim sendo, a doença mental apresenta-se como uma patologia limitativa do comportamento emocional, social e intelectual dos indivíduos dela portadora. Ao passo que a deficiência mental é vista como uma limitação intelectual que irá interferir directamente, em maior ou menor escala dependendo da sua gravidade, com a interpretação e captação do mundo e do conhecimento por parte dessas pessoas.

Autoria: Marta Cristina Varela Pereira (Professora)

Data: Janeiro de 2007